MedeirosNeto.Com

UTI Celular
Boteco da Sofrencia
Noite da Seresta
PMMN
Supermercado Araújo
Drogaria Paraná
Poin´t da Carne

Medeiros Neto é um município brasileiro do estado da Bahia criado em 1958, por desmembramento do Município de Alcobaça.

Seu nome é uma homenagem ao senador alcobacense Antônio Garcia de Medeiros Neto (1887-1948).

Agricultura: 10º. produtor baiano de cana-de-açúcar e produção expressiva de mandioca. Sua pecuária apresenta importante criação de bovinos, além de rebanhos equinos, asininos e muares.

Conforme registros na JUCEB, possui 47 indústrias, 95º. lugar na posição geral do Estado da Bahia, e 726 estabelecimentos comerciais, 69ª. posição dentre os municípios baianos.

No setor de bens minerais, é produtor de granito.

Seu parque hoteleiro registra 77 leitos. Registro de consumo elétrico residencial (Kwh/hab): 172,54 - 50º. no ranking dos municípios baianos.

Aspectos da Nossa Comunidade:

Relevo: Chãs pré-litorâneas, tabuleiro continuo.

Os Rios: Nossa bacia hidrográfica é formada pelos rios Itanhém e Água Fria. Sendo que o rio Itanhém desemboca no oceano Atlântico no município de Alcobaça e o rio Água Fria no rio Itanhém na sede do município.

Clima: Quente e úmido com temperaturas médias a maior parte do ano, e esfria um pouco ns meses de Junho e Julho. A máxima chegando a 38°C a mínima de 19 /C. O período chuvoso mais freqüente ocorre entre os meses de Setembro a Março.Precipitações pluviométricas em 1982: 973,30 mm.

• Tipos de solo: Os terrenos são sílico argiloso, bastante humosos.

Aspectos Econômicos:

Agricultura: A agricultura é a atividade econômica mais importante do município, onde grande parte da população nela trabalha. Algumas técnicas e implementos modernos são usados no plantio, adubação, conservação de solo, drenagem e irrigação entre tantos outros que ajudam no desenvolvimento dessa economia. Dessa forma, merece destaque os principais produtos: feijão, mandioca, milho, cana-de-açúcar e eucalipto.

Pecuária: A base da economia do município foi desde o inicio a agricultura e a pecuária. Medeiros Neto é o maior produtor de leite do estado, tendo o quarto maior rebanho da região, com 117.888 bovinos, graças ao clima favorável e excelentes pastagens de suas terras férteis. Muitos são ao derivados produzidos a partir dos bovinos, entre eles: a carne, o leite, o queijo, o couro, a manteiga etc.

Indústria: Em tempos anteriores, localizava-se em Medeiros Neto a mais moderna indústria de laticínio do Brasil: LATICÍNIOS SUL BAHIA, com 2540 m² de área construída, 600 empregados, industrializando, diariamente, 40 mil litros de leite e produzindo queijos, requeijões, doces e iogurtes. O gigantesco empreendimento, que recebeu ajuda técnica e financeira do Governador Antonio Carlos Magalhães, encontrou no prefeito Jaime Ramalho Nóbrega a sua complementação. Atualmente, para tristeza de toda população medeirosnetense , o laticínio não mais existe. Conta-se apenas com duas grandes indústrias: a Mineração Corcovado – que atua no ramo de extração de minérios - , e a Usina Santa Maria (antiga MEDASA) – especializada na destilação de álcool.

Meios de Transportes: As adversidades diárias e a extrema necessidade fazem de Medeiros Neto uma cidade carente de um setor de transporte equipado, em boas condições e que assim possa suprir a população. Desde o surgimento do primeiro automóvel na cidade aumentou-se gradativamente a diversidade de veículos e também de pessoas, que necessitam desses meios de transportes para se locomover diariamente. Dentre esses, muitas pessoas fazem uso do transporte publico municipal para se dirigir de algumas regiões rurais para a cidade (o setor mais importante dessa via rural-cidade, é a educação). São eles: Santa Clara, Águia Branca, Expresso Brasileiro, São Geraldo,Leidiléo e Expresso Hawaí.

Agradecimentos por esses dados:
  • Aline Alves Fonseca
  • Cristiane Machado Lima
  • Gisele Dias de Sena Santos
  • Izabela Otoni
  • Jéssyca Ingrid Carvalho de Souza
  • Lara Santiago de Aguiar Borges
  • Valdir da Cruz Lamberti