MedeirosNeto.Com

Kiosque Beer
Posto Deca Lopes
PMMN
Só Pão
Casa do Pão
Emplacadora Extremo Sul
O Ribeirão

Medeiros Neto, Terça-feira, 01 de Agosto de 2017 - Atualizado em 01/08/2017 01:35

A I Feira de artes: A cor da cultura foi sucesso garantido em Medeiros Neto


Nos dias 28, 29 e 30 de Julho, o Departamento de Cultura de Medeiros Neto organizou a I Feira de Artes: A cor da Cultura, que contou com artistas locais de diversas categorias culturais e músicos da terra.

20543136_1125327707569366_646354153_o

A exposição foi realizada em parceria com a Prefeitura de Medeiros Neto, representada pela prefeita Jadina Paiva e o vice-prefeito Jocenando.

20535892_1125327810902689_1526447476_o

Durante o dia, várias barraquinhas com artesanatos e arte culinária ficaram a disposição do público. A noite, o show foi garantido com os cantores, duplas e bandas na cidade. Os visitantes apreciaram os artistas e aproveitaram pra conhecer o trabalho de cada um que, até então, era desconhecido para a maioria.

No dia de ontem, aconteceu uma inédita Orquestra de Berimbau, trazida pelo grupo Capoeira Liberdade. Juilma Gonzaga, da Família Autista, recitou um verso de autoria própria e, explicou sobre o autismo. A Banda Shekinah, primeiro grupo ecumênico de Medeiros Neto, fechou a noite com chave de ouro.

20543205_1125327270902743_57214787_o

O artista Fred Matos falou da satisfação em participar da feira. “A população em si começa enxergar a grande riqueza que existe dentro da cidade, e até valorizar os artistas que existem em vários setores das artes plásticas, do artesanato, da culinária, da música, etc. O que aconteceu nesses três dias, com certeza, vai deixar marco na cidade e, acredito eu, que é o início de um legado promissor da cultura”.

20590785_1125327547569382_1947335431_o

O veterinário, Armando Leal do Norte, falou da boa safra artística da cidade. “Acho fundamental resgatar a essência da nossa cultura, pois Medeiros Neto tem tantos artistas que às vezes ficam na obscuridade e, um evento desses traz visibilidade, de mostrar tantos talentos que nós temos, da músicas à outras formas de  expressar a arte. Medeiros Neto é muito privilegiada nesse aspecto”.

Foi possível ouvir dos artistas e dos visitantes que a I Feira de Artes foi uma maneira de valorizar os artistas medeirosnetenses. Juliane que está a frente do Conselho Tutelar do município comentou sobre os pontos positivos do evento. “É um conteúdo maravilhoso pra cidade, só vem agregar. Nosso trabalho no Conselho é totalmente voltado pra crianças e para os jovens, por mais que existam alguns projetos, nunca será o suficiente. Então iniciativas como essas desprendem um pouco a cabeça dos jovens do mundo virtual,  e acaba despertando um objetivo de vida, de buscar saber quem são os artistas e até mesmo de praticar a arte”.

20590685_1125328260902644_1052553170_o.jpg

O diretor de EsportesMaurício Machado, também prestigiou a I Feira de Artes. Ele revelou a parceria e parceria que tem com o diretor de CulturaEudes Oliveira Brito. “Tanto a parte esportiva, quanto a parte cultural dependem uma da outra. Sempre quando tem algum evento eu sempre procuro Eudes e ele me procura. A gente tem tentado mesclar as duas coisas. Por exemplo, no campeonato de futebol nós levamos a capoeira e teve também uma coreografia de abertura, colocamos a cultura junto. O que mais me impressionou é que todas as expectativas foram superadas. O melhor de tudo é que acabou muita gente a querer mostrar seu trabalho”, completou.

20543026_1125327314236072_1452580094_o

A I Feira de Artes: A cor da cultura entrou pra história! A iniciativa motivou os artistas a mostrarem publicamente seus trabalhos, e sentir a valorização por parte do público. De alguma forma a exposição deixou saudade e, literalmente, um espaço vazio no coração de Medeiros Neto. As cores, a delicadeza e o capricho de cada arte só fazem crescer a esperança de um novo evento cultural.

Por Larissa Souza


Comentários Comentar


  • Geraldo Santos dos Reis

    Aracaju, Sergipe
    Importantíssimo pois, além de divulgar a produção artística do município, dando visibilidade a quem produz arte, cria espaços alternativos para que as pessoas possam prestigiar e curtir.

Comentar na notícia